Dietas

O que é Dieta Low Carb, como fazer?

DIETA LOW CARB

Para muitos, fazer uma dieta pode parecer uma tarefa árdua. No entanto, isso deve-se muitas vezes à adoção de métodos extremamente restritivos.

De fato, no nosso imaginário, persiste a ideia de que para perdemos peso devemos passar longe de massas e outros alimentos.

Alguns optam, inclusive, por longos períodos de jejum, o que não é muito recomendado.

No entanto, existem métodos, como o que iremos abordar aqui, que permitem perda de peso sem grandes sacrifícios, não apresentando riscos à saúde.

Pensando nas vantagens desse método, resolvemos preparar um conteúdo sobre ele. Esperamos que você aproveite bem!

O QUE É A DIETA LOW CARB?

Esse método consiste na redução da ingestão de carboidratos reduzidos diariamente.

Geralmente, recomenda-se que cerca de metade dos nutrientes que ingerimos todos os dias sejam carboidratos.

Mas, pode-se perguntar, por que a diminuição desses nutrientes pode contribuir para o emagrecimento?

As razões da obesidade podem ser muitas. Hoje, todavia, sabe-se que um dos motivos é a desproporção entre o que se consome de alimentos e o que se gasta de energia no dia-a-dia.

E, entre os alimentos que podem acarretar esse desequilíbrio, estão aqueles ricos em carboidratos.

Mas aqui é preciso que se faça uma ressalva: os carboidratos podem estar por trás do aumento de peso, mas não necessariamente.

Isso porque seu consumo de forma equilibrada e sem exageros não acarreta em nenhum prejuízo à saúde.

O problema é a ingestão desse nutriente em grandes quantidades, em especial quando não se faz nenhum tipo de atividade física.

Esse risco é decorrente da transformação dos carboidratos em açúcar. Tal ocorre quando eles entram na corrente sanguínea.

O açúcar, por sua vez, transforma-se em gordura, a qual se acumula se não houver um dispêndio de energia mais intenso.

Por isso, na low carb, o recomendado é a ingestão de alimentos com baixo índice glicêmico.

Esses alimentos liberam açúcar lentamente, o que evita os picos de insulina responsáveis pelo acúmulo de gordura.

Tal se dá pela produção de glucagon, um hormônio responsável pela queima de gordura.

Portanto, não se trata de cortar a alimentação se submetendo a regimes exigentes, mas saber escolher os alimentos certos.

OS ALIMENTOS MAIS INDICADOS

Antes de qualquer coisa, é preciso que se diga que não se deve cortar repentinamente o consumo de massas e outros alimentos ricos em carboidratos.

O ideal é que se estabeleça um plano de redução gradual e contínuo, que propicie a diminuição gradativa do nutriente.

Concomitantemente a isso, pode-se ir inserindo alimentos com baixo índice glicêmico.

No caso das verduras e legumes low carb, podemos mencionar os brócolis, os cogumelos, a couve-flor, o pimentão, o espinafre, a berinjela e a alface.

A abóbora e a batata doce devem ser ingeridas com cuidado. Isso porque são ricos em carboidratos, apesar de terem baixo índice glicêmico.

Deve-se ter certo cuidado também na escolha de alimentos ricos em proteínas. Deve-se dar preferência a carnes magras.

Entre elas, podemos enumerar os peixes e aves sem peles, o patinho, o filé mignon e a alcatra. Os leites desnatados e os queijos brancos também são recomendados.

Engana-se mais ainda quem acha que pode comer frutas à vontade. Nem todas elas são low carb.

Algumas frutam contém muita frutose, a qual é uma fonte de carboidrato. Algumas frutas recomendadas são: melão, morango, abacate e pêssego.

Também é um equívoco achar que alimentos ricos em gordura devem ser evitados, visto que alguns deles são adequados a uma dieta com baixo consumo de carboidratos.

É importante optar por alimentos que sejam fonte de gorduras insaturadas, como as oleaginosas, o azeite e o abacate.

OS BENEFÍCIOS

Esse método pode trazer muitos benefícios à saúde, visto que pode reduzir o acúmulo de gordura.

Com isso, pode-se evitar, por exemplo, a diabetes. De fato, essa doença está intimamente ligada à obesidade.

A redução do índice glicêmico da alimentação propicia a redução dos níveis de glicose e insulina.

Ademais, como já foi mencionado, a redução no consumo de carboidratos com alto índice glicêmico pode ajudar no controle do peso.

Isso porque os alimentos com baixo índice glicêmico possibilitam a ação do hormônio glucagon.

Nesse artigo, falamos sobre a dieta low carb, explicando como ela funciona. Para isso, mostramos como os carboidratos agem no nosso organismo. Listamos ainda uma série de alimentos recomendados para quem deseja seguir esse método. Por fim, falamos de seus benefícios.

About the author

AgenciaJapi

Adicionar Comentário

Click here to post a comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *